http://igeologico.sp.gov.br

11/12/17 10:59

Instituto Geológico lança mapas de riscos e cadastro de eventos e desastres

O IX Seminário: Estratégias para Redução de Riscos e Desastres a Eventos Geodinâmicos no Estado de São Paulo, realizado em 07/12/2017, no Auditório Augusto Ruschi, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, contou com o lançamento do “Sistema de Classificação Unidades Territoriais Básicas” – UTB” do Estado de São Paulo, seus cinco produtos derivados: Mapa de Perigo de Escorregamento e Inundação; Mapa de Vulnerabilidade de Áreas do tipo Residencial/Comercial/Serviços; Mapas de Riscos de Escorregamento e Inundação das Áreas do tipo  Residencial/Comercial/Serviços, do Estado de São Paulo e o cadastro de Eventos Geodinâmicos, Acidentes e Desastres de 50 municípios da Região Metropolitana de São Paulo, Baixada Santista e Litoral Norte.

O plano de informação UTB, mapas associados e o Cadastro de Eventos Geodinâmicos, Acidentes e Desastres inserem-se na estratégia do Instituto Geológico de atender o preconizado na PEMC – Política Estadual de Mudanças Climáticas (Lei Estadual nº 13.798/2009), no PDN – Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais e de Redução de Riscos Geológicos (Decreto Estadual nº 57.512, de 11/11/2011) e na Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (Lei Federal 12.608/2012). O uso destes produtos está previsto no desenvolvimento do Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado de São Paulo, na diretiva Solo, do Programa Verde e Azul, no Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de São Paulo, na metodologia de elaboração de planos de manejo da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, dentre outros projetos e programas em andamento no Estado de SP.

O sistema de classificação  UTB foi obtido a partir da interseção dos planos de informação das Unidades Básicas de Compartimentação (UBC), lançado em 2014) e das Unidades Homogêneas de Uso e Cobertura da Terra e Padrão da Ocupação Urbana (UHCT), lançado em 2016. O Plano de Informação (PI) UTB foi utilizado na análise de riscos de áreas de uso residencial/comercial/serviços aos processos de escorregamento  planar e de inundação, com um detalhamento compatível com a escala de análise 1:50.000. O método de análise de risco à processos geodinâmicos  inclui a  identificação e caracterização das variáveis que compõem a equação do risco, que incluem: perigo, vulnerabilidade e dano potencial. A modelagem envolveu, inicialmente, a seleção dos fatores de análise que tem influência direta sobre os processos considerados e, posteriormente, a aplicação de fórmulas, regras e pesos aos fatores considerados para a estimativa dos índices simples e compostos de cada variável da equação de risco.

O Cadastro georreferenciado de eventos geodinâmicos de 50 municípios das regiões metropolitanas de São Paulo, Baixada Santista e Litoral Norte, no período 1993-2013 é um dos produtos do Projeto de Transporte Sustentável de São Paulo, Componente 3 – Gestão de Riscos de Desastres. Este projeto tem como objetivo a promoção da incorporação de parâmetros e atributos da gestão de risco de desastres a eventos geodinâmicos nos planos estratégicos, gerenciais e operacionais do Setor de Logística e Transporte, bem como promover a eficiente implementação do Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais e Redução de Riscos Geológicos do Estado de São Paulo (Decreto 57.512/2011). O Cadastro foi desenvolvido com base nas fontes: a) Notícias veiculadas na mídia impressa e eletrônica; b) Bancos de dados e/ou cadastros (formato digital ou não) disponíveis em instituições públicas e privadas, em particular de órgãos estaduais e municipais de defesa civil, operadoras e concessionárias das rodovias estaduais e federais; c) Interpretação de produtos de sensoriamento remoto de alta resolução. O georreferenciamento dos eventos e acidentes cadastrados foi feito a partir das informações originais, através de correlação toponímica com base de logradouros, incorporando ainda, para localização espacial, os dados obtidos através da interpretação de imagens de sensoriamento remoto de alta resolução. Cada item ou módulo do Cadastro contém um Banco de Dados e um plano de informações espacializadas de acordo as fontes.

Informações detalhadas sobre o sistema UTB, seus produtos derivados e do Cadastro de Eventos Geodinâmicos, Acidentes e Desastres podem ser obtidas nas respectivas Fichas Técnicas que descrevem os procedimentos metodológicos. Nos links abaixo são disponibilizados os arquivos em formatos geográficos (shapefile e kmz) e em formato pdf.