http://igeologico.sp.gov.br

29/05/18 16:45

Workshop para Proteção das Águas Subterrâneas reúne técnicos brasileiros e canadenses

No período de 7 a 9 de maio a Secretaria do Meio Ambiente, através da Assessoria de Assuntos Internacionais (AINT), do Instituto Geológico (IG), Fundação Florestal (FF), Instituto Florestal (IF) e Companhia Ambiental de São Paulo (CETESB), receberam a visita de três renomados pesquisadores do Water Institute (WI), da Universidade de Waterloo, Canadá, para 3 dias de trabalho no tema de Proteção das Águas Subterrâneas do Estado de São Paulo.

Na manhã do primeiro dia foram abertos os trabalhos com a presença dos diretores das instituições mencionadas, bem como do Secretário do Meio Ambiente, Maurício Brusadin, e do Cônsul Geral do Canadá em São Paulo, Stéphane Larue.

Após apresentação da Secretaria do Meio Ambiente, os pesquisadores Roy Brower, Philippe van Capellen e Neil Thomson apresentaram o Water Institute, instituição de pesquisa interdisciplinar em recursos hídricos, que através do fortalecimento de redes internacionais colaborativas, promove a educação e a transferência de conhecimento do meio científico para os diversos grupos de interesse, de modo a levar à implementação de soluções inovadoras e de políticas públicas. A missão do Water Institue é ser um líder internacional na geração de avanços no uso sustentável e gerenciamento da água para o benefício do meio ambiente, da economia e da sociedade.

No período da tarde do primeiro dia foram realizadas apresentações do IG, Instituto de Geociências da USP, do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), CETESB e FF relativas aos projetos desenvolvidos no Aquífero Bauru, sobre balanço hídrico, e rede de monitoramento de qualidade da CETESB, bem como gestão de áreas contaminadas e gestão das Unidades de Conservação do Estado de São Paulo.

No segundo dia foi feita viagem de campo para a região de Brotas, em que foram visitados locais de interesse dentro da APA Corumbataí (cuja gestão é feita pela Fundação Florestal), que tem a função de proteger as áreas de recarga do Aquífero Guarani. Também foi visitado o Centro de Pesquisas em Recursos Hídricos e Ecologia Aplicada (CRHEA/USP), localizado junto à Represa do Lobo, Itirapina, onde o professor Edson Wendland apresentou as pesquisas que desenvolve relacionadas à recarga do Aquífero Guarani.

No terceiro dia, os pesquisadores e técnicos do IG, FF, IF, CETESB, AINT e Water Institute, com a importante colaboração dos convidados presentes (IGc-USP, UNIFESP e IPT) trabalharam exaustivamente na delineação de um projeto de pesquisa conjunto, traçaram uma estratégia para captação de recursos e definiram um cronograma das atividades iniciais. O tema principal do projeto é a proteção da quantidade e qualidade do Aquífero Bauru, que abastece integralmente mais da metade dos municípios da porção ocidental do Estado de São Paulo, abordando tanto áreas urbanas como rurais, com atenção ao papel dos diversos tipos de cobertura vegetal no fornecimento de serviços ecossistêmicos e para o fortalecimento da segurança hídrica, em especial no cenário das mudanças climáticas.