http://igeologico.sp.gov.br

01/07/09 00:00

A dinâmica da drenagem subterrânea nos planaltos cársticos do Rio Betari, Vale do Ribeira – SP

Título: A dinâmica da drenagem subterrânea nos planaltos cársticos do Rio Betari, Vale do Ribeira – SP

Coordenador: José Antonio Ferrari (Instituto Geológico/SMA)

Programa: Geomorfologia do Estado de São Paulo

Equipe: José Antonio Ferrari, Silvio Takashi Hiruma, William Sallun Filho, Gustavo Armani

Período: 7/1/2009 – (em andamento)

Descrição: Os mecanismos de gênese e desenvolvimento de aqüíferos cársticos levam à formação de meios altamente descontínuos e heterogêneos. Nestes meios, a modelagem hidrológica baseada na noção de volume elementar representativo não pode ser utilizada. No entanto, a descarga destes aqüíferos costuma concentrar-se numa única ressurgência, característica que tem estimulado o uso da análise de sistemas para entender suas propriedades. O princípio da técnica é considerar o aqüífero como um filtro que transforma um sinal de entrada (precipitação) num sinal de saída (débito). Portanto, o grau de transformação do sinal de entrada fornece informações a respeito da natureza do fluxo no sistema. Nesta análise, variáveis relacionadas ao relevo da zona de recarga e ao arranjo espacial da drenagem subterrânea também devem ser consideradas. Nesta pesquisa pretende-se monitorar simultaneamente alguns aqüíferos cársticos do Vale do Ribeira, para compreender como os diferentes componentes do sistema interferem na hidrodinâmica e no fluxo de matéria registrados em nascentes. Para proceder a análise comparada serão realizados: (a) monitoramento dos débitos e do fluxo de matéria nas fontes cársticas; (b) monitoramento das precipitações nas zonas de recarga; (c) testes com traçadores para identificar a geometria e caracterizar o transporte nas rotas de fluxo; (d) análise geomorfológica das zonas de recarga. Um monitoramento para caracterizar a dinâmica da infiltração no epicarste da zona de recarga será realizado em um dos sistemas. Ferramentas para a análise espectral serão utilizadas para a caracterização hidrológica dos sistemas e para quantificar as diversas relações impulso-resposta. A estimativa de parâmetros hidráulicos nos testes com traçadores será obtida pelo método dos momentos. Esta pesquisa fornecerá parâmetros fundamentais para o desenvolvimento sustentado de aqüíferos cársticos e para o manejo de áreas de conservação.

Fonte de Financiamento: FAPESP, IG/SMA

Trabalhos publicados: Obs: nem todas as referências listadas encontram-se no acervo da Biblioteca do IG, consulte os autores para localizar uma cópia do trabalho

FERRARI, J. A; HIRUMA, S. T; ARMANI, G. 2010. Characterizing flow behaviour in karst systems using time series analyses – Betari Valey – Brazil. Geological Society of America – 2010 Annual Meeting – 31 Oct.–3 Nov. 2010, Denver, Colorado, USA. Geological Society of America, Abstracts with Programs, Vol. 42, No. 5, p. 434. Disponível em http://gsa.confex.com/gsa/2010AM/finalprogram/abstract_179395.htm